Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > PFCG passa a ter acesso a processos vinculados ao Tribunal de Justiça

Notícias

PFCG passa a ter acesso a processos vinculados ao Tribunal de Justiça

publicado: 10/08/2018 16h53 última modificação: 10/08/2018 16h53

 

Brasília, 10/08/2018 - Agentes Federais de Execução Penal da Penitenciária Federal de Campo Grande (PFCG) poderão acessar o Sistema de Automação da Justiça (SAJ), vinculado ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul – TJ-MS. Na prática, os agentes do Setor de Inteligência da PFCG poderão melhor monitorar as pessoas que adentram na Unidade, bem como acessar seus processos e documentos pela plataforma digital.

“Agora, poderemos, por exemplo, confrontar as certidões trazidas pelos visitantes a fim de descobrirmos uma tentativa de falsidade ideológica ou de falsificações”, ressaltou, durante encontro com desembargadores, Rodrigo Almeida Morel, diretor da PFCG.

Para ratificar essa parceria, foi assinado o Termo de Cooperação Técnica número 03.034/2018, na última quinta-feira (09) na Sala de Reuniões da Presidência do TJ-MS.

“É uma satisfação muito grande podermos contribuir para trabalho dos agentes, ajudando, desta forma, na celeridade laboral”, declarou o Presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Divoncir Schereiner Maran. O desembargador enalteceu, ainda, que o judiciário tem trabalhado na melhoria dos serviços, a fim de torná-los mais céleres.

Essa eficiência digital foi enaltecida por outro presente na assinatura do termo. “Somos pioneiros em processo eletrônico entre todos os tribunais do Brasil”, frisou o desembargador Luiz Tadeu Barbosa Silva, Presidente do Comitê de Governança da Tecnologia da Informação do TJ-MS.

Deste modo, a Unidade Federal deverá indicar, ao TJ-MS, um servidor que será responsável pela vinculação, desvinculação e atribuições de permissões especiais dos demais agentes.

Assim, os agentes do Setor de Inteligência da PFCG poderão realizar consultas para qualquer parâmetro de pesquisa, inclusive pelos nomes das partes; terão acesso livre a documentos vinculados à Pasta Digital, sem necessidade de informar a senha do processo, mesmo para documentos de acesso restrito na internet e, por fim, realizada uma busca, os nomes das partes serão disponibilizados por completo.

Serviço de Comunicação Social do Depen - (Créditos do texto: Munyz Arakaki)