Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > Depen revisa projeto arquitetônico para construção de novas unidades do Sistema Penitenciário Federal

Notícias

Depen revisa projeto arquitetônico para construção de novas unidades do Sistema Penitenciário Federal

O evento tem como objetivo avaliar as necessidades de alterações arquitetônicas para a melhor adequação do atual projeto atendendo as demandas oriundas das áreas operacionais
publicado: 07/03/2017 16h51 última modificação: 12/09/2017 11h28

Brasília 07/03/2017 – A decisão de construir mais cinco unidades de estabelecimentos penitenciários federais foi tomada pelo Presidente da República Michel Temer com o intuito de minimizar os efeitos da crise nos sistemas penitenciários estaduais. Uma das funções do Sistema Penitenciário Federal (SPF) é abrigar presos de alta periculosidade e a sua construção encontra amparo legal na Lei n°8.072, de 25 julho de 1990 que traz em seu artigo terceiro: “A União manterá estabelecimentos penais, de segurança máxima, destinados ao cumprimento de penas impostas a condenados de alta periculosidade, cuja permanência em presídios estaduais ponha em risco a ordem ou incolumidade pública”

Visando atingir essa meta, continua sendo realizado o workshop de revisão do projeto arquitetônico das penitenciárias federais, o qual será utilizado para a construção das novas unidades do SPF. O evento tem como objetivo avaliar as necessidades de alterações arquitetônicas para a melhor adequação do atual projeto atendendo as demandas oriundas das áreas operacionais e conta com a presença do Diretor Executivo, Dr. Luizevane Soares da Silva, a Diretora do Sistema Penitenciária Federal, Dra. Cintia Rangel Assumpção, o Coordenador-Geral de Logística, Dr. Germínio Zanardo Júnior, os Engenheiros do Núcleo de Engenharia da Diretoria Executiva – NEDEX, os Diretores e Chefes de Segurança das Penitenciárias Federais e servidores do Depen.

Segundo o Diretor Executivo Dr. Luizevane Soares da Silva o encontro é uma oportunidade única que propicia discutir o atual projeto com a equipe que acompanha e realiza as atividades na ponta e que realmente sabe das necessidades do Sistema Penitenciário Federal, a fim de atualizá-lo às Normas Técnicas, incorporar novas tecnologias de métodos construtivos e de sustentabilidade.

registrado em: , ,