Você está aqui: Página Inicial > FTIP faz instrução de Técnicas e Tecnologias Menos Letais no I COPAM

Notícias

FTIP faz instrução de Técnicas e Tecnologias Menos Letais no I COPAM

O treinamento para os militares fortalece a integração entre as forças de segurança.
publicado: 25/07/2019 16h29 última modificação: 25/07/2019 16h46

Roraima, 25/07/2019 - A Força-tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP), do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), instruiu a disciplina Técnicas e Tecnologias Menos Letais no I Curso de Operações Policiais Ambientais (COPAM) da Polícia Militar de Roraima. O curso tem objetivo selecionar e capacitar militares e integrantes das forças amigas nas especificidades do Policiamento Ambiental e da proteção ao meio ambiente na Amazônia Setentrional.

Na instrução, foi repassado as técnicas e tecnologias Menos Letais utilizadas pela FTIP. Foram 38 alunos instruídos, entre eles policiais militares, bombeiros do estado de Roraima e também de outros estados como de São Paulo, Mato Grosso, Maranhão e Acre.  

O curso, que começou em maio e termina no final de agosto, conta com a colaboração de outras instituições, além do Depen, como o Exército Brasileiro, Marinha do Brasil, Ibama, ICMbio, Agência Nacional de Mineração, Policia Rodoviária Federal (PRF), Universidade Federal de Roraima (UFRR), Ministério Público Estadual, Assembleia Legislativa de Roraima, Vara de Execuções das Penas e Medidas Alternativas - VEPEMA, Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (FEMARH), Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), Polícia Militar do Pará (PMPA), Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (PMMS), Corpo de Bombeiro de Roraima (CBMRR), Guarda Municipal de Boa Vista (GCM-BV), entre outras.

Integração entre forças de segurança

Não é a primeira vez que há instrução que promove a integração das forças de segurança em Roraima. Em junho, a FTIP-RR, a PF, a PRF, a PC e Choque Bope promoveram um nivelamento de intervenção na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (PAMC). As Doutrinas que orientaram o nivelamento foram a do Sistema Penitenciário Federal (SPF), do Grupamento de Intervenção Tática (GIT - RJ), do Grupo Especial De Operações Prisionais (Geop - BA) , Grupo de Intervenção Rápida (GIR- SP) , Serviço de Operações Especiais (SOE -PR) e  Diretoria de Segurança Penitenciária do ES
No total, 100 agentes concluíram a instrução que foi dividida em turmas por três dias.

 Serviço de Comunicação Social Depen