Você está aqui: Página Inicial > Encontro com profissionais e gestores de saúde do sistema prisional encerra mês de combate à Tuberculose

Notícias

Encontro com profissionais e gestores de saúde do sistema prisional encerra mês de combate à Tuberculose

Evento integra as atividades de projeto nacional de enfrentamento e combate à tuberculose no sistema prisional, que tem apoio dos Ministérios da Justiça e Segurança Pública e da Saúde.
publicado: 27/03/2019 15h47 última modificação: 27/03/2019 15h49

 

Brasília, 27/03/2019 - Nos dias 27 e 28 de março, coordenadores de saúde dos estados, gestores do sistema prisional e apoiadores do projeto Prisões Livres de Tuberculose participam de uma Reunião Técnica em Brasília.

O evento, que marca o encerramento das atividades pelo Dia Internacional de Combate à Tuberculose, é realizado pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), pelo Ministério da Saúde e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O encontro conta com debates sobre tuberculose e saúde pública, além de apresentações sobre o projeto e os desafios para controle da doença, que soma cerca de 70 mil novos casos a cada ano no Brasil. Durante o evento serão apresentados, ainda, o Balanço e o Plano de Ação do Projeto Prisões Livres de Tuberculose para 2019.

Sobre o projeto Prisões Livres de Tuberculose

A tuberculose é a doença infecciosa que mais mata no mundo, superando a Aids e a malária. O controle da doença, portanto, exige medidas estratégicas junto aos grupos prioritários. É o caso da população privada de liberdade que, no Brasil, têm 28 vezes mais chance de contrair TB do que a população geral. O controle da tuberculose no sistema prisional é, portanto, uma forma de controle da tuberculose entre todos os brasileiros.

O projeto Prisões Livres de Tuberculose teve início em 2018 a partir de um termo de cooperação técnica entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), ligado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública. A iniciativa conta ainda com a colaboração técnica da Coordenação Geral do Programa Nacional de Controle da Tuberculose (CGPNCT), ligado ao Ministério da Saúde.

O projeto utiliza estratégias de comunicação e educação em saúde para difundir conhecimento sobre a doença entre pessoas privadas de liberdade e familiares, profissionais de saúde e de segurança; além de realizar ações de organização dos fluxos de assistência à saúde e ações em saúde em todo o território nacional.

Serviço de Comunicação Social do Depen