Você está aqui: Página Inicial > Depen Participa de Colóquio Jurídico sobre Execução Penal e Ações de Cidadania no Ceará

Notícias

Depen Participa de Colóquio Jurídico sobre Execução Penal e Ações de Cidadania no Ceará

Em parceria com a Escola Nacional de Serviços Penais do Departamento Penitenciário Nacional, o encontro tratou de Execução Penal e Ações de Cidadania.

publicado: 01/10/2019 17h38 última modificação: 01/10/2019 17h38

Fortaleza - CE, 01/10/2019

Na manhã desta terça-feira (1º) a Secretaria da Administração Penitenciária sediou, em parceria com a Escola Nacional de Serviços Penais do Departamento Penitenciário Nacional, um Colóquio Jurídico sobre Execução Penal e Ações de Cidadania. O evento contou com presença de diretores das unidades prisionais e servidores públicos voltados para a segurança prisional.

O secretário Mauro Albuquerque iniciou o evento com uma palestra que retrata a reestruturação do sistema penitenciário cearense e os procedimentos de segurança implementados desde a sua chegada. “Quando chegamos no início do ano, falaram que era impossível organizar o sistema, mas mostramos que não. Com a implantação dos procedimentos de segurança, nós deixamos as unidades totalmente controladas. Então, posteriormente os resultados positivos foram consequência do que fizemos no início: salas de aula, detentos trabalhando e as unidades limpas e organizadas”, explanou Mauro. Sua explanação foi gravada e será utilizada pelo Depen em cursos de qualificação para profissionais de segurança prisional de todo Brasil.

A transformação positiva do sistema penal do Ceará será utilizada como “case de sucesso” de forma nacional. Quem detalha mais sobre isso é o Agente Federal de Execução Penal Rodrigo Fontes, que também participou do Colóquio Jurídico. “Esse evento mostrou as boas práticas realizadas pelo Ceará no sistema penal. Essas atitudes serão espalhadas para todo o Brasil para que outros estados sigam como exemplo e possam melhorar sua gestão. A implantação de procedimento geral que restabelece a ordem e deixa as cadeias produtivas para receberem outras assistências é algo que vale destaque”, relatou.

Para reforçar a qualificação dos gestores e servidores, o Depen - em parceria com a Fundação Pitágoras, braço social da Kroton Educacional - oferece os cursos de Formação de Diretores e de Servidores da Execução Penal. A gestora nacional dos cursos de Direito da Kroton comentou sobre a importância dessa experiência inédita no Ceará. “É muito interessante passar pelo Estado e ver como é possível lidar com momentos de crise como o secretário lida, e minimizar esse impacto tornou-se realmente um exemplo de sucesso. Nós, da Kroton, contribuímos nesse contexto com a responsabilidade social, preparando cursos de execução penal, Direitos Humanos e Formação Ética para os servidores”, disse.

Serviço de Comunicação Social Do Depen