Você está aqui: Página Inicial > Depen faz visita técnica nas obras de recuperação da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo

Notícias

Depen faz visita técnica nas obras de recuperação da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo

Investimento de R$ 10 milhões para obras e reformas da unidade prisional já mostra resultado
publicado: 18/03/2019 10h47 última modificação: 19/03/2019 17h52

Brasília, 18/03/2019 - O diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Fabiano Bordignon, visitará, nesta segunda-feira (18) as obras de reforma e readequação da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (PAMC), em Boa Vista (RR). A Força Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) atua na unidade prisional desde 26 de novembro do ano passado, com 100 agentes. Sob coordenação do Depen, a FTIP conta com a participação de agentes federais de execução penal, além de agentes penitenciários de outros estados. 

Pela manhã, Bordignon terá agenda com o governador do estado, Antonio Denarium, e em seguida visitará as obras da PAMC.

O MJSP repassou, para o governo do estado de Roraima, R$ 53 milhões do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) com o objetivo de reaparelhar o sistema prisional do estado. Os recursos devem ser destinados para construção, reforma e ampliações das unidades. Deste total, R$ 10 milhões foram destinados para obras e reformas na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo.

Outra iniciativa da Força Tarefa foi a implementação do Banco de Dados Odontológicos, projeto inédito no País, em parceria com a Polícia Civil e Instituto Médico Legal, de Roraima.

De acordo com o diretor-geral do Depen, Fabiano Bordignon, além do efetivo, que garante a segurança da PAMC, com agentes dando apoio e emprego tático nos procedimentos de rotina (revistas, movimentações e outras ações) foram realizadas ações de saúde e assessoramento jurídico aos 1.450 custodiados.

"Dentre as ações realizadas pelo núcleo de saúde, foram feitos 5.860 testes e exames médicos para detecção de doenças como hepatite B e C, sífilis e HIV, entre os dias 10 e 15 de janeiro deste ano", informou o diretor-geral. Também foram realizados 163 procedimentos odontológicos.  

A Força Tarefa também realizou ações de saúde na penitenciária feminina e na Cadeia Pública de Boa Vista.

Ainda dentro das propostas da FTIP em Roraima, o Núcleo de Ensino e Operação treinou servidores estaduais e agentes federais penitenciários. Nos primeiros 63 dias de atividades da Força Tarefa foram localizados 48 celulares, 260 gramas de drogas, além da apreensão de anotações do crime organizado que vão subsidiar investigações.

Serviço de Comunicação Social do Depen